Quando o tema é planejar um aniversário infantil, pensamos logo nos gastos que teremos, ainda mais em tempos de crise. 

Desse modo, ao invés de grandes festas realizadas em buffets infantis, muitas famílias optam pelas festas no estilo home mademais simples e baratas, mas com o mesmo nível de diversão. 

Eu sempre fiz as festas das minhas filhas em salão de condomínio (no meu ou de parentes) e organizo tudo. A primeira festa foi mais difícil de organizar, mas agora já está bem mais fácil planejar tudo e curtir ao mesmo tempo, e o melhor, gastando muito menos $$$ do que se fosse terceirizar todos os serviços da festa. 

Clique em "continuar lendo" para conferir as principais dicas sobre o que deve ser considerado no momento de organizar uma festa infantil:


2018 chegou e junto com o ano novo veio também uma vontade de me organizar, já que "uma meta sem um plano é apenas um desejo". 


Isso porque, depois de ser mãe, fiquei mais esquecida, a minha falta de organização era notória e estava me atrapalhando muito...

Então resolvi começar a anotar as coisas mais importantes, em listas e lembretes, numa agenda física, e não mais no celular ou folhas soltas que se perdiam na bolsa.




Eu participo de vários grupos maternos no WhatsApp, e um dia, lendo as mensagens de um desses grupos, vi que a mamãe Aline Dantas, que também é pediatra, deu uma dica super legal sobre como se organizar para fazer as primeiras papinhas do bebê:

"Sigo as dicas do canal prapapá de congelamento. Cozinho no vapor vários legumes, tudo separado. Aí coloco nas formas de gelo com tampa. Depois de congeladas, retiro e coloco em potes. Faço com carne, peixe, frango desfiado, caldo de legumes caseiro, molho de tomate caseiro, molho turbinado, arroz, feijão, macarrão, polenta... rs Alguns legumes eu congelo em porções ainda crus, já cortados em sacos para congelamento. Na hora de comer, descongelo no vapor e ofereço tudo separado. É fácil, prático e saudável. Sigo vários canais no YouTube com receitas gourmet e grupos no face. Assim, ele nunca comeu nada industrializado. Qdo preciso sair eu levo nos potes de marmita da tupperware aí ele come comida caseira tb. Pra facilitar, tb faço o cardápio semanal dele, então saio pra fazer compras da semana".

Achei essa dica maravilhosa, então corri e pedi que ela escrevesse um relato sobre isso aqui pro blog para ajudar outras mães que, assim como eu, tem dificuldade na organização da alimentação dos pequenos. 

Confiram o relato dela clicando abaixo em "continuar lendo":




Semana passada peguei um vôo de São Paulo/SP para Porto Velho/RO sozinha com minhas filhas de 2 e 4 anos, então quero dividir com vocês alguns itens preciosos para levar na hora de viajar sozinha com os pequenos:

  • Carrinho guarda chuva;
  • Sling (para colocar o filho menor enquanto empurra o carrinho com o maior, quando ele cansar de andar);
  • Mala com rodinhas, do tamanho permitido para levar dentro do avião (55 cm de altura x 35 cm de largura x 25 cm de espessura, incluindo bolsos, rodas e alças, com peso máximo de 10kg);
  • Mochila para levar os itens essenciais como fralda, lenços descartáveis e documentos pessoais;
  • Colocar tênis de velcro nas crianças, porque cadarço desamarra toda hora;
  • Tablet ou celular com vídeos já baixados. O aplicativo Netflix agora tem a possibilidade de baixar os desenhos nele e assistir sem necessitar de internet. Aproveite para baixar antes de sair de casa, quando tiver wi-fi. 
  • Água em garrafa descartável, mais leve e que você pode jogar fora quando não precisar mais. 
  • Remédio para enjôo e para febre, caso precise. 
  • Frutinhas já lavadas num pote descartável. Uvas sem sementes são muito boas para essa ocasião. 

Hoje quero compartilhar essa explicação do porque a chupeta causa desmame.
Eu quis dar chupeta pras minhas duas filhas, porque criar sem chupeta é mtoooooo difícil. O bebê passa hooooras no peito: ora mamando, ora "chupetando" o peito, e a gente não consegue fazer mais nada.
Sorte a nossa foi que elas não pegaram chupeta.
Resultado: Amamento há 4 anos 
A chupeta pode atrapalhar a amamentação por inúmeros fatores: pode causar confusão de bicos, pode acarretar perda de peso no bebê (porque ele gasta energia sugando e não está mamando) e porque é a sucção que garante a produção de leite materno. Se o bebê não suga o peito da mãe, ela não produz leite suficiente. 

Lembre-se sempre da máxima da amamentação: Quanto mais o bebê mama, mais leite a mãe produz. Quanto menos mama, menos leite ela produz.

Você sabia que faz parte da livre demanda o bebê mamar quanto quiser no peito, sem que ele faça uso da chupeta? Se usar chupeta, não há livre demanda. 

Mas atenção! Não se trata de um julgamento às mães que oferecem chupetas aos filhos. A maternidade é cansativa mesmo, cada uma sabe onde seu calo aperta. 
É somente uma informação baseada em fatos reais. Só isso.
Imagens do Face @blogmulhermiranda